A Raça

ORIGEM

origem

Os imigrantes europeus trouxeram para o Brasil alguns exemplares do antigo bulldog. Esses cães foram acasalados com cães nativos, empregados na lida com o gado no sul do país, dando origem a um tipo de cão abuldogado que passou a ser conhecido popularmente como Bordoga (corruptela de Bulldog).

Os Bordogas eram cães de contenção, que mordiam e seguravam os bois pelo focinho. Ficaram muito populares, e podiam ser encontrados em muitas fazendas e na maioria dos matadouros da região sul.

O Bordoga sofreu por muitos anos um processo de seleção quase natural, sempre submetido a rudeza da vida rural e tendo na aptidão para o trabalho o seu maior valor. A sua morfologia era menos importante que seu desempenho no trabalho e sempre foi possível encontrar Bordogas com tipos físicos bastante diferentes.

Com a proibição do emprego de cães no manejo do gado nos matadouros a criação do Bordoga perdeu importância. Quase foi extinto, salvo por um trabalho abnegado de resgate conduzido pelo cinófilo Ralf Bender, que percorreu varias regiões em busca de remanescentes. Com os Bordogas que pôde reunir, utilizou-se de acasalamentos alternados com Buldogues Ingleses, conseguindo assim chegar a uma homogeneidade suficiente para a solicitação do reconhecimento de uma nova raça pura junto a CBKC, sendo registrada assim como Buldogue Campeiro.englishbulldog_1820bullbaiting

Com o tempo o Buldogue Campeiro recebeu algumas inserções de Buldogues Americanos e de Olde English Bulldogge, na busca por maior variabilidade genética e pela incorporação de características que permitissem uma maior aproximação do fenótipo do Buldogue Campeiro com o ideal descrito no Padrão Oficial da raça. A formação da raça a partir do antigo Bordoga é um grande diferencial do Buldogue Campeiro dentre os vários projetos de recriações de bulldogues funcionais desenvolvidos no mundo. O Campeiro herdou do Bordoga a saúde a coragem e a aptidão para o trabalho.

ATUALMENTE

A imponência do porte, afetuosidade com a família, a afetividade com as crianças, a disposição para proteger as pessoas de sua convivência e defender seu território levaram o Buldogue Campeiro a uma situação de destaque na cinofilia nacional. É a raça Brasileira que mais cresce. O altíssimo nível de satisfação das pessoas que adquirem filhotes da raça nos mostra que a seleção está no caminho certo, e que o Buldogue Campeiro tem um futuro brilhante a sua frente.